8 dezembro 2015

Abertas inscrições para a Banda Júnior da PMES

 

Estudantes com idade entre 11 e 14 anos residentes na Grande Vitória interessados em participar da Banda Júnior da Polícia Militar do Espírito Santo devem ficar atentos. Estão abertas as inscrições de novos alunos e alunas para o pré-cadastro do projeto social. Não precisa ter conhecimento prévio de música. Os selecionados participarão da turma do 1º ano de capacitação da banda. Serão oferecidas 140 vagas. Para se inscrever, basta acessar o site da corporação no www.pm.es.gov.br .

Uma equipe social fará a seleção dos alunos. Os estudantes serão comunicados via telefone ou e-mail nos meses de janeiro e fevereiro para a efetivação da matrícula. Criada há 15 anos, a Banda Júnior da PMES é um projeto sociocultural voltado para a educação e a cidadania. As aulas são ministradas por policiais militares com conhecimentos multidisciplinares que utilizam a música como recurso preventivo contra situações de risco social e pessoal.

A intenção é fazer com que crianças e adolescentes aprendam a tocar um instrumento musical. Ao longo do aprendizado, além de estudar técnicas musicais e aprender a tocar um instrumento, os estudantes desenvolvem valores como disciplina, ética e respeito ao próximo. A banda é dividida em diferentes níveis: 1º ano (Teoria e percepção musical com introdução instrumental), 2º ano (Teoria e percepção musical e oficina instrumental (oficinas individualizadas por instrumento)), 3º ano (Teoria e percepção musical, oficina instrumental e prática instrumental (prática de banda musical)), Banda 2 e Banda 1. Cerca de 2.000 adolescentes já passaram pelo projeto desde a criação.   Mais informações através do telefone (27) 3636-8740.

 

Confira as orientações do Processo de matrículas no Projeto Sociocultural Banda Júnior:

A Associação PM em Ação foi fundada em dezembro de 2006 e apoia o desenvolvimento do Projeto Sociocultural Banda Júnior executado pela Polícia Militar do Espírito Santo. O projeto tem como objetivo prevenir situações de risco social e pessoal utilizando como principal ferramenta a capacitação musical de crianças e adolescentes. Uma vez admitidos no projeto, os beneficiários recebem capacitação básica que os habilita a compreender o fascinante mundo da música e a tocar um dos instrumentos peculiares ao gênero ‘banda’.

Portanto, a metodologia de trabalho divide-se em três níveis de capacitação:

1º ano: Teoria e percepção musical com introdução instrumental;

2º ano: Teoria, percepção musical e oficina instrumental (oficinas individualizadas por instrumento);

3º ano teoria: Percepção musical, oficina instrumental e prática instrumental (prática de banda musical).

1. Da oficina ofertada Como capacitação musical inicial, os beneficiários serão matriculados no 1º ano onde participarão das oficinas teóricas/perceptivas a serem desenvolvidas 01 (uma) vez na semana, todas as sextas-feiras. As oficinas tem o objetivo de favorecer o processo de familiarização dos alunos com os elementos da linguagem musical, ou seja, teoria geral da música e percepção musical, bem como apresentá-los aos principais gêneros, estilos, artistas e movimento musicais.

1.1 Da modalidade de seleção O ingresso na oficina se dará através do preenchimento do formulário de pré-cadastro para matrículas de 2016 e posteriormente por uma triagem realizada por profissionais de Serviço Social obedecendo aos critérios sociais estabelecidos pela entidade e conforme disponibilidade de vagas.

1.2 Das Vagas As vagas para as oficinas (teóricas-perceptivas) serão assim distribuídas: • 70 vagas para o turno Matutino no horário de 8 às 11 horas; • 70 vagas para o turno Vespertino no horário de 14 às 17 horas.

1.3 Dos Candidatos Estarão aptos a se candidatarem ao 1º ano do projeto Sociocultural Banda Júnior, crianças e adolescentes de ambos os sexos com idade entre 11 e 14 anos devidamente matriculados em ensino regular e moradores dos municípios da Grande Vitória.

2. Do pré-cadastro das matrículas 2.1 O pré-cadastro será realizado: • De forma on-line, através do site www.pm.es.gov.br e estarão abertas entre os dias 20/11/2015 a 11/12/2015,

2.2 Não será aceita a realização do pré-cadastro: • Extemporâneas; • Por carta; • Por fax; • Por telefone; • Por nenhum outro meio de comunicação.

3. Do processo de triagem das vagas Após o acesso dos formulários de pré-cadastros para matrículas de 2016, pela equipe técnica social, as famílias serão contactadas por via telefônica nos meses de janeiro e fevereiro de 2016 com o objetivo de agendar a efetivação das matrículas. Estas serão efetivadas somente com a presença do responsável legal pela criança e/ou adolescente. Além disso, será necessária a presença da criança e/ou adolescente para preenchimento do Termo de Responsabilidade do Aluno.

3.1 Após a efetivação das matrículas não haverá troca de turno das oficinas, salvo exceções analisadas e autorizadas pela equipe de Serviço Social.

3.2 O responsável que não comparecer no dia e horário agendado não terá efetivada a matrícula de seu (sua) filho(a).

3.3 O responsável legal pela criança e/ou adolescente deverá entregar no momento da matrícula todos os documentos indispensáveis ao cadastro. Caso haja falta de algum dos documentos, o responsável não terá a matrícula de seu (sua) filho(a) efetivada.

4. Das matrículas

4.1 A efetivação das matrículas dos candidatos será realizada por atendimento pessoal individualizado após contato telefônico do Serviço Social com as famílias dos candidatos;

4.2 Os documentos exigidos para efetivação da matrícula serão: • Uma foto 3×4; • Cópia da Certidão de Nascimento ou identidade e CPF do beneficiário (aluno); • Comprovante de residência atualizado; • Declaração Escolar 2016 (as famílias terão o prazo até o dia 30 de março de 2016 para apresentá-la); • Comprovante de renda familiar (cópia da renda individual de todos os membros que moram na mesma residência e trabalham por contrato ou CLT (último contra-cheque ou carteira assinada atualizada). Os membros autônomos deverão preencher uma declaração disponibilizada pela entidade no momento da efetivação da matrícula.

Obs.: Caso a família receba algum benefício do governo como pensão, aposentadoria, Bolsa Família, PETI, Benefício de Prestação Continuada (BPC) ou outros; estes deverão ser comprovados por cópia do documento com número do benefício e de extratos com o valor dos mesmos. Outras dúvidas deverão ser sanadas no telefone: (27) 3636-8740 de 2ª a 5ª feira das 10:00 às 16:00. Pela equipe Banda Júnior.