3 julho 2016

AGE da Aspbmes do dia 29 de junho

 

Devidamente convocada segundo os padrões estatutários vigentes, se reuniu no Cerimonial Aspomires, no último 29 de junho, com número considerável de associados, com a finalidade de atender ao convocado por sua Diretoria Executiva – DE/Aspbmes, bem como, conhecer da real situação da Associação de Saúde dos Policiais e Bombeiros Militares do Espírito Santo – Aspbmes.

Tendo na composição da mesa o 1º. tenente Romário, o major Rogério e na presidência o coronel RR Romualdo, o 1º. tenente Araújo iniciou a explanação sobre os motivos de convocação da AGE.

Em resumo ao que foi dito pelo diretor da associação, que explicou que desde 2014 a ANS – Associação Nacional de Saúde Suplementar, solicitou à Aspbmes certas adequações para a sua real funcionalidade como operadora de saúde.

Sem desejar apontar responsáveis, e sim atender ao ora solicitado pela ANS, o tenente Araújo disse, que se encontra alienado o registro da Aspbmes para funcionar como operadora de saúde. Para que essa assistência seja prestada, a Aspbmes deve administrar a saúde de seus associados por intermédio de outras operadoras de saúde, ou seja, plano de saúde privados.

Na oportunidade, muitos dos associados presentes questionaram a cerca dos direitos que teriam, carência para utilização, fechamento da associação, bem como, outros esclarecimentos necessários à situação desconhecida.

Um dos principais motivos para a alienação do registro da Aspbmes como operadora, segundo informações do tenente Araújo, é que a associação não teria um fundo de reserva suficiente para sustentar futuros e possíveis gastos com as necessidades dos associados.  O atual fundo hoje é de aproximadamente R$ 5 milhões e deveria possuir, segundo informações veiculadas, R$ 12 milhões de reais.

Face a multiplicidade de informações, bem como, a carência de todas elas por parte dos associados, após o uso da palavra pelo associado TC Washington do Corpo de Bombeiros, o presidente a mesa requisitando o uso da palavra, sugeriu aos presentes, a constituição de uma Comissão Independente – CI, constituída por associados representantes das classes de associados, o que teve aprovação unânime.

A comissão que foi aprovada, fará um levantamento sobre a real situação da associação, o que é necessário para que ela continue como uma operadora de saúde, bem como, a sua real necessidade de deixar de ser operadora para ser uma administradora de saúde dos seus associados, bem como, o que deve ser feito e modificado no estatuto vigente.

Esse levantamento deverá ser apresentado na próxima AGE, que já foi previamente convocada para o dia 20 de julho de 2016, às 14horas, no Cerimonial Aspomires, que decidirá o que deverá ser realizado pela Diretoria Executiva da Aspbmes, solucionando a situação ora apresentada.

A comissão ficou assim constituída: coronel médico Izaias, coronel Capita, tenente-coronel BM Washington, capitão Nogueira, capitã Dantas, e os sargentos Saulo, e Luis César, com o acompanhamento do presidente da AGE, coronel Romualdo.

Sobre o “aparte” apresentado pelo representante da ACS, sargento Ramalho à mesa da AGE, e respondida pelo diretor executivo da Aspbmes, tenente Araújo, o ofício apresentado pela direção da ACS já foi decidido pelos integrantes da DE da associação, para a continuidade dos trabalhos, o que obteve o aval de legitimidade, apresentado pelos advogados que se encontravam presente ao evento.

Quaisquer sugestões ou questionamentos deverão ser direcionados ao e-mail do coronel Romualdo fontesromualdo@hotmail.com