Aspomires homenageia colaboradoras e parceiras no Dia Internacional da Mulher
11 março 2017

Aspomires homenageia colaboradoras e parceiras no Dia Internacional da Mulher

A manhã desta quarta-feira, 8 de Março, foi marcada pela celebração do Dia Internacional da Mulher no Cerimonial Aspomires. A Diretoria de Relações Públicas da instituição organizou um café da manhã alusivo à data para homenagear as funcionárias e parceiras da Aspomires. Estiveram presentes as colaboradoras da instituição, militares do HPM e esposas de diretores. Foram distribuídos rosas e chocolates.

O presidente, Cap Raimundo, destacou que as mulheres representam cerca de 60% do quadro pessoal da instituição. “Mais do que colaboradoras, estas mulheres são companheiras da Aspomires. É um privilégio! Fico feliz em contar com um grupo tão seleto de mulheres que fazem a engrenagem da Aspomires rodar”, ressaltou o presidente. Cap Raimundo apontou também a característica de multitarefa da mulher. “Nossas colegas de trabalho são guerreiras, batalhadoras. São muito especiais. Temos colaboradoras aqui que executam mais de uma função ao mesmo tempo. Nós, homens, não temos esta capacidade”, sinalizou.

A 1ª secretária do CDF, Cap PM RR Eliane Peclat de Oliveira, é a única voz feminina no Conselho. “Carrego esta experiência de ser única mulher em ambientes predominantemente masculinos desde 1983. Sou da primeira turma de mulheres da Polícia Militar capixaba, que ficou conhecida como ‘Pioneiras’”, conta Cap Eliane Peclat. De acordo com a secretária, foi um período de muita luta, pois a PMES não sabia como lidar com o quadro feminino. “Tivemos que buscar orientação com a tenente feminino da polícia militar paulista e tudo foi se adequando. Foi exigido que tivéssemos nível superior, enquanto o masculino não tinha esta cobrança. Mostramos nossa competência tanto no operacional, quanto no administrativo e vencemos”, salienta. E complementa: “Depois da minha aposentadoria, em 2014, Cap Raimundo me convidou para a chapa e hoje trabalho numa equipe maravilhosa. No CDF pretendo, com a sabedoria feminina, mostrar minha competência”.

A esposa do Cap Raimundo, Adenilda Barbosa Paes de Jesus, reafirmou a importância da valorização da mulher. “Na minha juventude, não tinha este reconhecimento. Nunca vi meu pai dando uma rosa à minha mãe e, hoje, prezo muito o respeito que meu marido tem por mim”, refletiu Adenilda. E complementa: “Mulher é benção. E aqui na Aspomires somos amadas, somos uma família. Agradeço a todos os diretores pelo carinho e respeito”.