16 junho 2018

Aspomires promove o 1º Encontro da Diretoria de Assistência Social

Na última quinta-feira (7), o Cerimonial Aspomires recebeu os associados que são assistidos pela Aspomires, por meio da equipe da Diretoria de Assistência Social. A pasta é a menina dos olhos da atual administração, que implantou os programas Mãos Amigas e Nossa Farmácia. Este evento foi planejado para homenagear os associados que são atendidos pela diretoria. Para isto, foi oferecido um café da manhã, com sorteio de presentes. Além da apresentação da Banda de Música da PMES e do Coral Algazarra, que emocionou a todos os presentes.

O presidente Cap Raimundo agradeceu ao público presente e destacou a importância da diretoria na atual gestão. “São mais de 700 associados atendidos pela Diretoria de Assistência Social. Esta é a Aspomires que sonhamos há dois anos. Tenho muito orgulho em receber o associado, pois eles são donos desta instituição. É o investimento de cada um deles que faz a Aspomires acontecer”, ressaltou o presidente. O diretor da pasta, Sgt Clemilson, apontou que este é um trabalho de amor. “Serviço Social não tem partido, religião ou bandeira. Lido com problema todos os dias, inclusive com colegas de farda que afirmam que vão tirar a própria vida. Então, o papel desta diretoria é exercer, diariamente, o amor ao próximo”, destacou o diretor.

De acordo com a assistente social, Eugênia Rodrigues, as palavras de agradecimento dos assistidos somente aumentam o amor que a equipe tem por este trabalho. “Nossa equipe vai aos lares, hospitais, onde quer que tenha um associado precisando de uma mão amiga”, afirmou. E complementou: “Estamos prontos para fazer jus ao nome do programa Mãos Amigas da Aspomires. No entanto, temos consciência que ainda tem muitos associados que desconhecem o programa. Já assistimos aproximadamente 10% do total de sócios da entidade”.

Para o associado, Sgt Alcemir Cordeiro, 79 anos, a atual administração está de parabéns. “A Aspomires tem nos apoiado bastante, não somente a mim, mas a todos os sócios, inclusive do interior. Quando souberam que fui atropelado, prontamente, a diretoria me assistiu com uma cadeira de rodas e de banho”, apontou. E complementou: “Acompanho as ações pelo jornal da instituição e é fundamental mantermos o trabalho da diretoria do Cap Raimundo”. A pensionista Ana Pereira Beato, 86 anos, elogiou a iniciativa. “O evento está maravilhoso. Nunca participei de um evento deste porte, pois quase não saio de casa e fui muito bem recebida”, afirmou.

O subtenente do Corpo de Bombeiros, Denilton Irineu dos Santos, 60 anos, segue as ações da associação pelo aplicativo. “Minha esposa e eu temos acompanhado o excelente trabalho desta gestão por meio do WhatsApp. E, no ano passado, fui muito bem atendido quando tive uma bactéria da síndrome de Fournier. Além de outros serviços oferecidos pela Aspomires dos quais já precisei também”, destacou. De acordo com o Sd Carlos Vaz de Souza, 44 anos, o evento serviu para interagir com o associado. “Sofri um acidente de trabalho em 1999 e fiquei dezoito anos na expectativa da cirurgia. Pelo intermédio da Aspomires, que pagou um exame de imagem, que não é feito pelo HPM, que possibilitou a realização da minha operação”, explicou. E finalizou: “Depois de quase vinte anos, estou recém operado e já vou iniciar a fisioterapia. Só tenho a agradecer ao Cap Raimundo e ao Sgt Clemilson por todo este apoio”, finalizou.