17 setembro 2012

Aspomires visita alunos-soldados do Centro de Formação e Aperfeiçoamento

 

Com o objetivo de estimular a aproximação e o entrosamento com os futuros policiais militares, a Aspomires visitou na quarta-feira (12/09) os alunos-soldados do Centro de Formação e Aperfeiçoamento (CFA), localizado no bairro Santana, em Cariacica. A visita foi marcada por uma exposição, ministrada pelo diretor de Interior, Cel PM RR Adilson Tolentino, sobre a finalidade da associação. A visita contou ainda com o apoio administrativo das funcionárias da associação, Lucinéia Firme dos Santos e Aline Tolentino.

Durante o encontro, o coronel Adilson destacou o compromisso da Aspomires em oferecer assistência social e amparo jurídico gratuito aos militares estaduais. Os alunos-soldados foram orientados sobre as finalidades e os benefícios da associação e os principais direitos e deveres dos associados.

Os participantes conheceram também as principais diretrizes e ações de melhoria da gestão, definidas no planejamento estratégico, com o objetivo de aperfeiçoar ainda mais a qualidade do atendimento prestado pela entidade aos militares em todo o Espírito Santo.

O comandante do CFA, Tenente-coronel Marcio Celante Weolffel, ressaltou a relevância das associações para a vida do policial militar. Segundo Celante, o Centro de Formação e Aperfeiçoamento busca manter laços de parceria entre as associações, em especial, a Aspomires. Para o comandante, é importante ao aluno-soldado saber que pode recorrer à associação em diferentes necessidades.

 

Curso – Composta por pessoas com idade entre 18 e 28 anos, a nova turma de alunos-soldados do CFA começou a estudar em junho deste ano. O curso prosseguirá até fevereiro de 2013. As aulas são realizadas de segunda a sexta-feira, das 7 às 18 horas, e abrangem disciplinas sobre Direitos Humanos, Policiamento Comunitário, Policiamento Interativo, Policiamento Ostensivo, Prática de Tiro Policial, Defesa Pessoal, Educação Física, entre outros conhecimentos. De acordo com o Tenente-coronel Celante, o Projeto Político Pedagógico do curso é permanentemente avaliado conforme as mudanças e desafios da sociedade.

“Hoje, nosso maior desafio é enfrentar o conflito de valores pelo qual passa a família e a sociedade. O curso busca resgatar valores fundamentais como a ética, além de promover a valorização do policial militar como ser humano e de ressaltar a importância do respeito às leis e normas”, destaca o comandante.