11 abril 2016

Associados lotam almoço de confraternização da Aspomires

Centenas de associados participaram do tradicional almoço de confraternização realizado pela Aspomires no sábado (09/04) para estreitar os laços de amizade e promover a integração. Desta vez, o encontro foi aquecido pelo clima de emoção e gratidão, pois a atual diretoria encerra o mandato no dia 15 de abril. O capitão PM Ref Nailson Pedro Tolentino se despede da presidência da entidade, cargo para o qual foi eleito, consecutivamente, por seis mandatos.

Policiais e bombeiros militares da ativa e da reserva, pensionistas de militares e demais familiares da Grande Vitória e também do interior do estado foram recebidos para o almoço organizado dentro de uma estrutura coberta, montada no estacionamento da sede, em Bento Ferreira (Vitória). Churrasco, arroz, feijão tropeiro e vinagrete marcaram o cardápio brasileiríssimo do almoço animado por música ao vivo de todos os ritmos, do rock, ao sertanejo até a música baiana.

Emocionado com o carinho dos associados, o capitão Nailson cumprimentou a todos e saudou a parceria estabelecida entre os associados e sua equipe de trabalho ao longo dos últimos 18 anos. Eu estou muito satisfeito, me sinto realizado, abençoado por Deus por estar neste momento com os senhores. É uma gratidão que Deus me deu”, declara o presidente.

Trajetória –  O capitão PM Ref Nailson Pedro Tolentino chegou à Vitória no ano de 1956 para fazer o curso de soldado, após deixar o interior do estado, onde trabalhava na roça com sua família. Aos 18 anos, e sem saber ler nem escrever, ele havia sido dispensado pelo Exército, mas decidiu não voltar para o campo e se apresentou à Polícia Militar.

“Como eu não sabia fazer conta e não sabia escrever, fui fazer um supletivo de primário e, depois, o ginásio. E a vida foi indo. Fiz vários cursos de aperfeiçoamento e cursos internos até chegar a capitão”, conta o militar que atuou tanto na área administrativa quanto na operacional, aposentando-se em 1986.

Quando chegou para atuar na instituição, o capitão Nailson era contador da Caixa Beneficente da Polícia Militar. Foi tesoureiro da Aspomires durante o mandato do coronel Jair Cruz do Nascimento e por dois mandatos do coronel João Carvalho da Silva. No ano de 1998 decidiu se candidatar a presidente, permanecendo no cargo até agora.

“Com a minha vinda, eu tive a ideia de colocar dentro da associação o pessoal da ativa e as pensionistas que não tinham onde se socorrer. De 1998 para cá, a associação só cresceu, com muito trabalho, muita seriedade, trabalhamos com transparência. Soube escolher meus assessores, meus auxiliares para me ajudar nesta tarefa tão árdua. Assumi a associação com 600 sócios e com apenas 150 mil reais de caixa. Vou deixar a associação com 7 mil associados e mais de 50 milhões em espécie, em empréstimo a ser retornado, mais um patrimônio que não tem preço. Esse patrimônio vale mais de 100 milhões de reais. Temos que considerar isso que foi feito”, destaca o presidente.

Reconhecimento – Acompanhado pela esposa, o capitão PM Ref João Brandão veio de Guarapari para participar do evento e destacou o respeito desta administração pelo associado. “A diretoria atual da Aspomires trata o associado como filho, como membro da família e não como pagador de mensalidades. A diferença é que esta administração não visa a mensalidade do associado. Visa o bem-estar do associado com os seus familiares”, ressalta o policial aposentado que ingressou na corporação como soldado no ano 1968 e se aposentou em 1997.

Para a pensionista Ione Almeida Lima, viúva do militar Divino Fernandes de Lima, as conquistas da associação vieram a partir do trabalho desta gestão. Na avaliação do coronel PM RR Edson Ribeiro do Carmo, a instituição tem papel fundamental na vida dos militares capixabas. “A Aspomires é o grande sucesso da área social da Polícia Militar porque ela faz a parte social e faz a parte de apoio ao policial militar, principalmente, na área jurídica”, reforça o coronel.

O almoço dos associados foi criado em 2001. No ano passado, a atual administração aperfeiçoou a proposta ao criar a agenda anual de confraternizações, estendendo os encontros para as várias regiões do Espírito Santo.

 

Fotos: Márcia Leal