28 junho 2013

Batalhão de Ibatiba homenageia militares da ativa e reserva

 

Policiais da ativa e da reserva do 14º Batalhão de Polícia Militar de Ibatiba receberam homenagens nesta semana de comemoração dos três anos da unidade. Criado em 2010, o batalhão mais novo da corporação capixaba festejou com a equipe de trabalho as conquistas e renovou o compromisso de superar os desafios enfrentados pela região.

A programação contou com solenidade militar, concerto da Orquestra Sinfônica da Polícia Militar, Torneio de Futebol e Jantar de Confraternização. Um dos momentos marcantes da comemoração foi a entrega de homenagens aos trabalhadores da segurança pública. O prêmio de Destaque Operacional foi concedido ao cabo Luiz Gomes de Paschoa em reconhecimento pelo bom desempenho do militar nas atividades de policiamento no último trimestre de 2013.

O 1º SGT RR Wilson da Silva Braga e o 1º SGT Evair Toledo receberam a Medalha “Valor Policial Militar” (categoria ouro) pelos 28 anos de trabalho oferecidos com fé, lealdade, constância e valor. A mesma homenagem (categoria prata) foi concedida pelos 20 anos de dedicação à corporação aos militares: cabo José Carlos Mendes Rodrigues, cabo Marcos Araújo Antunes e ao cabo Paulo César Almeida.

O batalhão concedeu o Diploma “Fibra de Ortiz” aos seguintes profissionais que ingressaram na reserva remunerada após 30 anos de atividades: 1º SGT RR Wilson da Silva Braga, 1º SGT RR Ivan José de Freitas, 2º SGT RR José de Souza Bastos e 2º SGT RR Eraldo José Sobreira Bravo. O 1º SGT Omar Grypp de Souza, que irá para a reserva ainda este ano, também foi homenageado com o diploma.

As homenagens são uma forma de valorizar a coragem, dedicação e profissionalismo de quem atua ou atuou na defesa da sociedade. Na região, um dos maiores desafios da tropa e da comunidade é reduzir o índice de 36 homicídios por ano, conforme explica o comandante da unidade, Ten Cel Alexandre Quintino Moreira. Segundo ele, a ausência de investigação por muitos anos possibilitou a construção de uma cultura da impunidade, da banalização da vida e do fazer justiça com as próprias mãos levando as pessoas a cometerem homicídios. “A polícia tem atuado para inibir os casos através de abordagens que levam à prisão e à apreensão de armas. Temos conseguido diminuir o índice de assassinatos, em média, em 10% no ano”, informa o tenente-coronel.

Outro problema encarado pela unidade é o aumento do número de roubos e furtos durante o período de colheita do café, quando a região recebe grande contingente de trabalhadores e aumenta a quantidade de dinheiro em circulação nos municípios. Para combater este tipo de crime, a unidade aumenta as ações ostensivas na região. Com sede em Ibatiba, o batalhão abrange ainda os municípios de Iúna, Irupi, Ibitirama, Brejetuba e Muniz Freire.

Apesar dos problemas e desafios, o comandante ressalta os avanços conquistados pela comunidade. “A criação do batalhão é motivo de comemoração. Neste momento em que comemoramos três anos de atividades, queremos reavaliar as metas ainda não atendidas e traçar novas estratégias para se alcançar os objetivos de redução da criminalidade”, enfatiza Ten Cel Alexandre Quintino Moreira.

Fotos: 14º Batalhão