3 outubro 2013

Batalhão de Polícia Ambiental homenageia militares

 

O Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) premiou na quarta-feira (02/10) os Destaques Operacionais do primeiro e do segundo trimestres de 2013. A cerimônia foi realizada no auditório do Hospital da Polícia Militar (HPM) e contou com a presença de autoridades militares e civis. Quem prestigiou o evento foi o diretor de Assuntos Jurídicos da Aspomires, coronel PM Ref Carlos Augusto de Oliveira Ribeiro.

A partir da análise de um conjunto de critérios relacionados ao desempenho e à postura operacional, a unidade diplomou o militar que mais se destacou em cada uma das quatro companhias, aquele que se destacou no primeiro trimestre e o que se destacou no segundo trimestre, dentre todas as subunidades, além do militar que mais se sobressaiu em todo o primeiro semestre. Como recompensa, os policiais premiados terão direito a três escalas de dispensa total do serviço.

Em reconhecimento aos anos de dedicação e profissionalismo, o batalhão ainda homenageou os nove militares que ingressaram ou ainda irão ingressar na reserva remunerada no ano de 2013. Alguns destes combatentes, mesmo após alcançarem a aposentadoria, poderão optar por retornar à atividade através do Serviço Voluntário Ativo. Desta forma, segundo o comandante do batalhão, o tenente-coronel Francisco José Silva Gomes, a unidade quer valorizar a experiência acumulada por estes profissionais e, ao mesmo tempo, manter os níveis de qualificação da equipe.

Conquistas e Desafios – Criado através da Lei Estadual nº 4.014, em dezembro de 1987, o Batalhão de Polícia Ambiental, cuja denominação inicial era Companhia de Polícia Florestal, foi implantado em março de 1988. Compõem a unidade quatro companhias: 1ª Companhia (Região Metropolitana e Centro-Serrana – base em Cariacica); 2ª Companhia (Região Noroeste – base em Colatina); 3ª Companhia (Região Nordeste – base em São Mateus); 4ª Companhia (Região Sul – base em Cachoeiro de Itapemirim).

Na avaliação do tenente-coronel Gomes, em 25 anos de atividades, a unidade caminhou muito ao provocar uma mudança de comportamento das pessoas em relação aos cuidados com o meio ambiente. Segundo ele, um dos resultados é a redução do desmatamento no estado e a maior conscientização da população sobre os riscos da caça e da pesca predatórias para a preservação da natureza. Na opinião do comandante, tais conquistas são resultantes da melhor capacitação dos policiais ambientais e da busca permanente por novas tecnologias de apoio à fiscalização.

Para ampliar e aperfeiçoar os resultados, a unidade definiu como frentes de trabalho a valorização dos policiais, o aperfeiçoamento das estratégias de fiscalização e o fortalecimento das ações educativas. De acordo com o tenente-coronel, uma das marcas do trabalho é preparar o policial para lidar com qualquer tipo de público, utilizando uma abordagem diferenciada baseada no diálogo, na gentileza, na solução dos conflitos e na conscientização, durante as atividades de repressão e de prevenção.

“Toda a abordagem é conduzida no sentido de educar as pessoas – desde o agricultor até a dona de casa – a respeitar a natureza para preservar o meio ambiente para a atual e as futuras gerações”, declara. Inspirado nesta filosofia, o comandante alerta que a educação ambiental não pode ser truculenta e nem arbitrária.

Atualmente, a educação ambiental é realizada por meio de diferentes atividades, dentre elas, cursos, palestras, simpósios, exposições, trilhas e caminhadas ecológicas. Com a finalidade de multiplicar e fortalecer o processo de conscientização, ele determinou que cada companhia cadastre em sua área de atuação novos espaços para o desenvolvimento do trabalho. “A intenção é promover ações em escolas, centros comunitários, igrejas, presídios, ou seja, é exercer a atividade ambiental onde quer que esteja reunido um grupo de pessoas”, salienta o tenente-coronel Francisco José Silva Gomes.

Denúncias – Hoje, os principais crimes ambientais registrados na área urbana são o tráfico e a manutenção de animais silvestres em cativeiro. Na área rural, o desmatamento e a queimada representam as infrações mais comuns. A caça e a pesca predatória são frequentes tanto na área rural quanto na região urbana. No ano de 2012, o Batalhão de Polícia Militar Ambiental registrou 4.934 denúncias provenientes de crimes contra a fauna, a flora, degradação e pesca predatória.

As denúncias podem ser feitas através do telefone geral (27) 3636-1650 da unidade, por email bpma@pm.es.gov.br ou diretamente nos telefones das companhias, conforme a região onde ocorreu a infração: 1ª Companhia (27-3636-0173); 2ª Companhia (27-3711-8151); 3ª Companhia (27-3763-3663) e 4ª Companhia (28-3521-3358).

 

Conheça os Destaques Operacionais e Militares da Reserva homenageados pelo Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) – 1º Semestre de 2013

 

Destaque Operacional do BPMA –  Trimestre/2013 – Cabo Otávio Pedroni

Destaque Operacional da 1ª Cia/BPMA – 1° Trimestre/2013 – 3º Sargento Roger da Silva

Destaque Operacional da 2ª Cia/BPMA – 1° Trimestre/2013 – 2º Sargento Paulo Sérgio Mônico

Destaque Operacional da 3ª Cia/BPMA – 1° Trimestre/2013 – Cabo Otávio Pedroni

Destaque Operacional da 4ª Cia/BPMA – 1° Trimestre/2013 – 3º Sargento Sebastião José da Silva

 

Destaque Operacional do BPMA – 2° Trimestre/2013 Cabo Diego Carlini Júnior

 

Destaque Operacional da 1ª Cia/BPMA – 2° Trimestre/2013 – Sargento Jonas Nunes

Destaque Operacional da 2ª Cia/BPMA – 2° Trimestre/2013 – Cabo Gilmar Torezani Moysés

Destaque Operacional da 3ª Cia/BPMA – 2° Trimestre/2013 – Cabo Diego Carlini Júnior

Destaque Operacional da 4ª Cia/BPMA – 2° Trimestre/2013 – Cabo Francisco de Assis Silva Lisboa

 

Destaque Operacional do BPMA – 1° Semestre/2013 – Cabo Otávio Pedroni 

 

Militares Estaduais Homenageados – Reserva Remunerada

Capitão Roberto Martins

Capitão Eliezer Argolo de Pontes

Capitão Raimundo André Dias

Capitão Jair Luiz da Silva

2º Tenente Ricardo Sant’Anna

1º Sargento José Graça Martins

1º Sargento Marcos Monteiro Thomé

1º Sargento Lecídio Alfredo Timm

2º Sargento João Carlos Ferrugini Costa

 

Fotos: Capitão PM Roberto Martins/Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA)