1 fevereiro 2013

Café da manhã marca comemoração dos 48 anos

 

Para comemorar 48 anos de fundação, a Aspomires acolheu os associados nesta sexta-feira (01/02) com um café da manhã. Quem visitou a entidade durante a manhã encontrou o ambiente decorado com bolas brancas e azuis e saboreou diferentes tipos de salgadinhos finos e um bolo confeitado. A comemoração começou por volta das 8 horas e prosseguiu até o meio-dia em um clima de entusiasmo e integração. Dezenas de associados reencontraram amigos e aproveitaram o momento para declarar o que representa a instituição na vida dos militares capixabas.

 Relação duradoura – Casados há 62 anos, o sargento PM Ref Claudino Torrezani e a funcionária pública aposentada Iracy Correira Torrezani comemoram a amizade duradoura com a instituição. “Sou associado desde a época em que a sede funcionava no centro da cidade de Vitória. A associação é importante porque sempre nos dá cobertura em casos de emergência”, destaca Claudino.

Perspectiva de Futuro – Com 26 anos de atividades na polícia militar, Paulo Cesar da Silva integra, atualmente, o Batalhão de Missões Especiais (BME), e se prepara para participar da turma de alunos-sargentos do Centro de Formação e Aperfeiçoamento (CFA).  Segundo o aluno-sargento, a Aspomires se destaca no atendimento receptivo e cordial e na assistência ao militar em diversos aspectos, seja financeiro, jurídico e social, beneficiando tanto quem está na ativa quanto aquele que já chegou à reserva.

“A Aspomires representa para a polícia uma perspectiva de futuro. Todos iremos um dia nos aposentar. E, neste sentido, a associação é como se fosse um norte para quando nos aposentarmos. Sabemos que a chegada à reserva não é uma mudança muito tranquila para os trabalhadores. Se o militar atuou numa área operacional, então, é preciso passar por uma fase de desaceleração. E a instituição está preparada para dar suporte aos militares também neste momento da vida em todas as necessidades”, salienta Paulo Cesar.

Amparo – O cabo Einsenhowes José da Silva faleceu no ano de 1990, mas sua esposa, Iracema Ramos da Silva, pôde contar com o amparo da instituição em várias situações ao longo dos anos, conforme sua declaração na manhã desta sexta-feira.  “A Aspomires é extraordinária. Sempre que tenho dúvida sobre um benefício ou um processo, venho à associação para esclarecer as informações. Estamos agora recorrendo para receber o precatório, um dinheiro que esperamos faz muito tempo. Tenho certeza que a Aspomires vai conseguir ganhar esta causa pra gente”, enfatiza Iracema.

Atendimento humanizado – O cabo PM Ref Luiz dos Santos tem 80 anos e dedicou mais de 30 anos ao trabalho militar. Associado há mais de 40 anos, o aposentado considera o bom atendimento um dos motivos da credibilidade conquistada pela entidade. “Quando se é bem tratado, com carinho e dedicação, você passa a acreditar numa associação”, salienta o militar. O sargento aposentado, Josino Pereira, associado desde 1974, também destacou a qualidade do atendimento e o esforço da instituição para auxiliar os associados em situações difíceis.  “Venho aqui porque me sinto bem”, completa.

 Seriedade e competência – Depois de dedicar 22 anos e meio à corporação, o 3º sargento Louzival Costa Rangel, chegou à reserva no ano de 2005. Associado desde 1999, o militar também comemorou o aniversário da Aspomires. “É uma instituição que trabalha com seriedade. Está sempre pronta para atender o associado. Me sinto seguro pela maneira como sou atendido. Não tenho intenção de sair daqui”, comenta o aposentado. Para ele, além da seriedade, outra qualidade da instituição é a qualificação dos técnicos. “Os profissionais são competentes. A entidade tem esse grande valor. Se eu não tivesse a associação, a quem iria recorrer em diferentes necessidades?”, pergunta o aposentado.

Fotos: Fabio Machado