7 setembro 2013

Capixabas comemoram independência nacional e aniversário da capital

 

Duas datas comemorativas marcam o segundo final de semana de setembro. No sábado (07 de setembro) a população brasileira festeja a Independência do Brasil e, no domingo, (08 de setembro) os capixabas homenageam os 462 anos de Vitória.

No dia 07 de setembro de 1822, conforme a historiografia clássica, o Príncipe Regente do Brasil, D. Pedro de Alcântara de Bragança, bradou “Independência ou Morte”, às margens do Rio Ipiranga, em São Paulo. Antes do grito simbólico, o desejo de emancipação política do território brasileiro do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves inspirou diversas lutas e revoltas deflagradas pelo país.

Em todo o território nacional, a comemoração é marcada por desfiles cívicos e, nos últimos anos, a data também é lembrada como um momento de reflexão e luta contra as desigualdades sociais. Na capital, a Polícia Militar levou para o ato cívico a Banda de Música, alunos oficiais, alunos soldados, policiais em moto, integrantes do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), do Batalhão de Trânsito e da Patrulha da Comunidade.

Depois da comemoração nacional, os capixabas festejarão o aniversário de uma das antigas cidades brasileiras, no domingo (08/09). Preparada pela Prefeitura de Vitória, a comemoração será aberta às 8 horas, no Parque Moscoso, com a apresentação do Coral de Contas do Tribunal de Contas do Espírito Santo. A programação seguirá com performance teatral Arte Cinética, da Fafi,  “Parabéns para você” com bolo (maquete) e Exposição Viva dos Tipos Populares de Vitória.

A partir das 19 horas, na Praia de Camburi, o público poderá festejar a data ao som de artistas locais e nacionais. A atração principal é Roberto Menescal que, em 1958, estourou como compositor ao criar a Bossa Nova ao lado de Carlos Lyra, Tom Jobim e Ronaldo Bôscoli.

Nascido em Vitória, Menescal é compositor, cantor, arranjador, produtor e apresentador, compôs mais de 400 músicas e gravou 30 LP’s 30 CD’s e 10 DVD’s. Dono de uma batida diferente de violão, tornou-se mundialmente conhecido a partir de 1962 após participar do famoso Concerto de Bossa Nova no Carnegie Hall, em Nova Iorque, junto com Tom Jobim, Carlos Lyra, João Gilberto e outros artistas da música brasileira.

Com mais de 50 anos de carreira, Roberto Menescal desenvolveu trabalhos como produtor de discos de Elis Regina, Leila Pinheiro, Emílio Santiago, Nara Leão, Joanna, Ivan Lins, Oswaldo Montenegro, entre outros artistas. Também orquestrou discos de cantores como Maysa, Caetano Veloso, João Bosco e Alcione.

Outra atração da noite em comemoração aos 462 anos da capital é o cantor capixaba Silva que vem se destacando em nível nacional depois de conquistar fãs na internet com sua música que combina ritmos brasileiros e sons eletrônicos.

A homenagem a Vitória também contará com a participação do Grupo Brasilidade Geral formado por talentos da terra do sol e da moqueca. Os artistas, que também vêm se apresentando em outras partes do país, misturam em suas composições o jazz com ritmos como o samba, o xaxado, o maracatu e a bossa nova.

Fotos: Acervo Prefeitura Municipal de Vitória