5 fevereiro 2014

Corpo de Bombeiros apresenta Relatório Operacional das Chuvas

 

As fortes chuvas ocorridas no último mês de dezembro no Espírito Santo atingiram 3.452.872 pessoas, reuniram um efetivo geral de 1.581 homens e dois cães farejadores em 55 municípios, mobilizaram 22 instituições e culminaram na arrecadação de cerca de 50 toneladas de mantimentos e donativos (13.144 cestas básicas, 335.952 litros de água, 15.594 colchões, 5.000 kits dormitório, 4.249 kits de limpeza, 56.452 litros de leite e 4.794 kits de higiene pessoal) e em doações em dinheiro no total de R$ 1.115.760,35. As operações de busca e salvamento contaram com 11 helicópteros, 03 aviões, 114 viaturas e 54 embarcações, além de 04 estações de rádio amador.

Estes e outros dados constam no Relatório Operacional das Chuvas apresentado pelo Corpo de Bombeiros do Espírito Santo (CBMES), na manhã desta quarta-feira (05/02), no Cerimonial Aspomires. A solenidade reuniu autoridades militares e civis ao lado de representantes de empresas e instituições sociais. Estiveram presentes ainda diversos diretores e conselheiros da Aspomires.

O vice-governador do estado, Givaldo Vieira, que representou o governador Renato Casagrande na cerimônia, recebeu o relatório das mãos do comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Coronel Edmilton Ribeiro Aguiar Junior. Segundo o comandante, a solenidade teve por objetivo apresentar as ações, mas, principalmente, agradecer a todos que se empenharam no socorro às vítimas em todo o estado. “Deus se agrada de um coração grato. O momento é de agradecimento e de prestação de contas. Nós bombeiros fazemos o que amamos e amamos o que fazemos.  Não é fácil trabalhar em um órgão público porque é uma luta contra burocracia e amarras (…)”, destaca o coronel Edimilton na abertura do seu discurso.

Segundo ele, a tragédia, que gerou 24 mortes confirmadas, poderia ter sido maior se a instituição não houvesse se preparado alguns anos antes com diversas medidas preventivas, entre elas, o mapeamento das áreas de risco em 47 municípios, a elaboração do Plano Estadual de Proteção e Defesa Civil, as capacitações dos voluntários e dos agentes de Proteção e Defesa Civil, a entrega dos kits para as Defesas Civis Municipais e Regionais, a Reestruturação da Defesa Civil Estadual, entre outras ações. Apesar do esforço preventivo, o comandante acredita que o estado ainda não estava pronto para o que aconteceu. No entanto, enalteceu o grande nível de mobilização popular e a união de forças para enfrentar a situação. “A Defesa Civil somos todos nós. As instituições fizeram a diferença. A sociedade fez a diferença”, ressaltou.

Solidariedade e Prevenção – Em sua fala, o vice-governador também agradeceu o empenho das instituições no socorro às vítimas da maior tragédia ligada à grande precipitação de chuvas enfrentada pelo estado. “Queremos agradecer a todo um conjunto de entidades e empresários capixabas que demonstraram sensibilidade. Queremos agradecer aos anônimos que saíram de suas casas e foram ajudar, pessoas que chegaram até às vítimas antes da gente”, destacou Givaldo.

Na avaliação do vice-governador, os municípios que haviam preparado o serviço de Defesa Civil tiveram mais condições de organizar o trabalho e o atendimento, o que não aconteceu com aqueles que não estruturaram o serviço em suas cidades.

Mediante convênio, o Governo do Estado tem disponibilizado kits de Defesa Civil para as cidades que estão começando a organizar o atendimento em sua região. O kit de Defesa Civil é composto por uma caminhonete 4X4, uma embarcação com motor e reboque, mobiliário para duas estações de trabalho, além de arquivo, impressora, GPS e máquina fotográfica.

Para receber o kit, a prefeitura deve se comprometer com a instalação da Defesa Civil, estabelecendo um local próprio para funcionamento do serviço, criando cargos e abrindo concurso para contratação efetiva de servidores exclusivos para este tipo de trabalho de modo a preparar adequadamente a cidade contra os desastres. O Governo do Estado pretende ampliar a distribuição de kits.

Segundo o vice-governador, outro investimento na área de prevenção será a instalação do radar meteorológico cuja função é antecipar a informação sobre as ocorrências de chuvas. A solenidade reuniu em torno de 400 convidados no Cerimonial Aspomires, o mais novo espaço de eventos sociais e corporativos inaugurado na região de Bento Ferreira, em Vitória.

Fotos: Assessoria de Comunicação do Corpo de Bombeiros Militar do ES