20 fevereiro 2013

Ministério da Saúde aponta os dez passos da alimentação saudável

 

O melhor da vida é ter condições de aproveitá-la com saúde. Muitas pessoas que enfrentam diferentes tipos de doenças ou que já passaram por uma situação de perda da vitalidade, ocasionada por algum distúrbio físico, mental ou emocional, costumam dizer: “saúde é tudo, o resto a gente corre atrás”. Um organismo saudável gera motivação e energia para o indivíduo buscar a realização dos projetos e, principalmente, cria as principais condições para aproveitar os bons momentos da existência e para enfrentar as adversidades do dia a dia.

Como conquistar uma vida saudável? A resposta é apresentada permanentemente por milhares de estudiosos e especialistas em todo o mundo: buscar uma vida com saúde começa com uma boa alimentação. O Ministério da Saúde lançou um Guia da Alimentação Saudável com os dez passos para se comer bem e com saúde:

• Coma feijão com arroz todos os dias ou, pelo menos, cinco vezes por semana. Esse prato brasileiro é uma combinação completa de proteínas e faz bem à saúde.

• Consuma diariamente três porções de leite e derivados e uma porção de carnes, aves, peixes ou ovos. Retirar a gordura aparente das carnes e a pele das aves antes da preparação torna esses alimentos mais saudáveis.

• Consuma, no máximo, uma porção por dia de óleos vegetais, azeite, manteiga ou margarina.

• Evite refrigerantes e sucos industrializados, bolos, biscoitos doces e recheados, sobremesas e outras guloseimas como regra da alimentação.

• Diminua a quantidade de sal na comida e retire o saleiro da mesa.

• Beba pelo menos dois litros (seis a oito copos) de água por dia. Dê preferência ao consumo de água nos intervalos das refeições.

• Torne sua vida mais saudável. Pratique pelo menos 30 minutos de atividade física todos os dias e evite as bebidas alcoólicas e o fumo.

• Faça pelo menos três refeições (café-da-manhã, almoço e jantar) e 2 lanches saudáveis por dia. Não pule as refeições.

• Inclua diariamente seis porções do grupo dos cereais (arroz, milho, trigo, pães e massas), tubérculos como as batatas e raízes como a mandioca nas refeições. Dê preferência aos grãos integrais e aos alimentos em sua forma mais natural.

• Coma diariamente pelo menos três porções de legumes e verduras como parte das refeições e três porções ou mais de frutas nas sobremesas e lanches.

Além da alimentação equilibrada, outra medida fundamental é a prática regular de exercícios físicos. Para escolher a atividade física adequada, é importante buscar orientação médica e ainda levar em consideração o que melhor se encaixa no gosto e disposição de cada pessoa.

 

Foto: SXC