30 novembro 2013

Oficialato do HPM completa 20 anos

 

Após 20 anos de dedicação às ações de saúde, os primeiros oficiais especialistas que chegaram ao Hospital da Polícia Militar (HPM) participaram esta semana de uma Celebração de Ação de Graças, no auditório da Diretoria de Saúde. A noite inundada pela emoção e pelas lembranças das duas décadas de atuação da turma reuniu militares, familiares e amigos. O evento foi organizado pelo Serviço de Capelania da Diretoria de Saúde e contou com apoio da Aspomires. Prestigiaram a cerimônia o diretor de Patrimônio, capitão PM RR José Raimundo de Jesus, e a secretária da entidade, Lúcia Firme dos Santos.

A celebração aconteceu na última quinta-feira (28/11), data em que se comemora o Dia Mundial de Ação de Graças. Para marcar o momento, o pastor Jailton Nascimento, da Primeira Igreja Presbiteriana de Vitória, dedicou a reflexão ao tema gratidão. Segundo o pastor, a ingratidão é a pior forma de esquecimento, maior impedimento para o louvor e o reconhecimento. Ao exaltar a importância do gesto permanente de agradecimento a Deus, o pastor destacou os 20 anos de dedicação dos oficiais ao exercício da misericórdia através do serviço oferecido ao próximo.

Uma das homenageadas foi a Chefe da Divisão de Enfermagem Clínica, major Marisa Fornazier Thomé, que chegou ao HPM junto com os demais oficiais no ano de 1993. Para a militar, a escolha profissional lhe trouxe muitas alegrias mesmo com as dificuldades da caminhada. Ela destaca os aprendizados acumulados neste tempo de trabalho. “No ramo profissional, a primeira experiência foi aprender a ser humilde apesar da patente. A experiência maior foi saber lidar com as pessoas, entender que cada um é de uma forma. E outra experiência é o respeito ao ser humano”, enfatiza.

Marisa aproveitou a celebração de 20 anos para fazer o seu agradecimento. “Logo que passei no concurso eu estava com todo vigor. Então, hoje eu agradeci a Deus e pedi que ele renovasse esse vigor”, destaca a militar, que também é associada da Aspomires.

Depois da celebração, marcada por reflexões, bênçãos e cânticos religiosos, os participantes se reuniram para uma confraternização. A turma cortou o bolo dos 20 anos e recebeu os cumprimentos de familiares e amigos.

O que é a Capelania Hospitalar – A Celebração de Ação de Graças pelos 20 anos do Oficialato no HPM foi preparada pelo Serviço de Capelania da Diretoria de Saúde, coordenado pela voluntária Clara Bomtempo Cautela, e contou com a parceria de várias empresas e instituições. Há dez anos, Clara se dedica em conjunto com outros voluntários a levar uma palavra ou gesto de apoio para quem luta contra enfermidades.

“A capelania hospitalar é um ministério de consolo, conforto e esperança para pessoas que estão nos hospitais sofrendo, para os pacientes, para os familiares, para toda a equipe médica e toda a equipe do hospital. O ser humano é considerado como um todo, corpo, mente e alma. Então, a capelania trabalha a emoção, o psiquê, o espírito e o social”, explica Clara.

A representante da Aspomires, Lúcia Firme, também destaca a importância do serviço para o resgate e reconstrução do ser humano como um todo. “Este trabalho traz para esses pacientes, e para as pessoas que o acompanham e que também ficam debilitadas e precisam de atenção, um gesto de carinho, um sorriso, um abraço, uma palavra de autoestima. Por isso, a capelania veio para erguer estas pessoas, pra que elas possam sair daqui bem, e voltar para suas casas. Às vezes, ao voltar, a capelania não encontra mais estas pessoas no hospital. Muitas nem voltam ao seu lar. Mas, no momento em que aquele paciente esteve internado, ele recebeu ajuda, foi acolhido”, explica a secretária.

Fotos: Lúcia Firme dos Santos