13 agosto 2013

Solenidade marca onze anos do 11º Batalhão de Barra de São Francisco

 

Para comemorar os onze anos de atividades, o 11º Batalhão de Polícia Militar, com sede em Barra de São Francisco, realizará às 15 horas desta terça-feira (13/08) uma solenidade militar. O batalhão foi instalado em dois de julho de 2002 e abrange ainda os municípios de Ecoporanga, Mantenópolis, Água Doce do Norte e Águia Branca.

Durante a programação estão previstas a premiação dos Destaques Operacionais do segundo trimestre de 2013, homenagem aos militares recentemente incorporados à reserva remunerada e a entrega do Título de Amigo do 11º Batalhão para lideranças políticas, comunitárias e empresariais. O fundador e primeiro comandante do batalhão, o coronel PM RR Paulo César Vieira, ganhará uma homenagem especial em reconhecimento aos primeiros esforços na construção da unidade.

Há quatro meses no comando do batalhão, o tenente-coronel Edmilson Batista Santos, apontou como principais problemas de segurança pública da região o tráfico de drogas, os crimes contra o patrimônio e a violência doméstica, questões enfrentadas em outros municípios tanto do interior quanto da área metropolitana. Mas, segundo o comandante, a área também sofre com os constantes desentendimentos entre famílias, situação gerada por desavenças antigas entre os grupos. Em muitos casos, por motivos fúteis, os confrontos chegam a provocar tentativas de homicídios e homicídios.

A unidade organiza operações nas diferentes comunidades, principalmente, em áreas de maior movimentação como bares para coibir a violência. De acordo com o tenente-coronel Edmilson, o policiamento em morros ganhou o reforço do motopatrulhamento e a nova modalidade tem gerado resultados positivos, pois as motocicletas possibilitam aos policiais percorrer todo o bairro, o que não era possível antes com as viaturas de quatro rodas.

Antecipar-se aos problemas através da integração entre polícia e comunidade é outra estratégia de ação da unidade. “Nos distritos com maior índice de ocorrências, o batalhão também investe na prevenção ao crime na medida em que busca ouvir o que os moradores têm a dizer e o que estão precisando na área da segurança”, explica o tenente-coronel Edmilson Batista Santos.

Foto: Diretoria de Comunicação PMES